Skip to content

Bye Bye Galdo

segunda-feira, 28 novembro, 2011 @ 8:13 pm

andygaldorio.jpg

Ainda estou em choque. As notícias que chegaram hoje cedo pelo facebook sobre o casal de amigos velejadores Andy e Galdo foram terríveis. Eles sofreram um acidente no barco deles, em Trinidad, neste final de semana e lamentavelmente Geraldo faleceu.

O Zanellinha, do veleiro Guga Buy,  falou com Andy por telefone e me passou alguns detalhes: o mastro da mezena do Baleeiro – que está no seco para reforma – caiu sobre um fio de alta tensão, vitimando o Geraldo na hora. A Andy levou um choque e desmaiou. Foram socorridos pelo pessoal que estava na marina e por bombeiros. Ela foi levada para um hospital, mas teve alta no mesmo dia e está num hotel, aguardando a chegada dos pais hoje à tarde.

O casal de gaúchos estava zanzando pelo Caribe desde 2004, os últimos anos no Baleeiro, um Marius Corbin de 39 pés. Nas poucas vezes que nos encontramos dividimos os mesmos interesses e paixões – viagens, barcos, o mar, amigos.

Ainda hoje lembro da pérola que Galdo, com sua sabedoria dos viajantes natos, me ensinou:

– Olha, meu caro. Aqui no Caribe, quem converte não se diverte.

Aprendi e nunca mais esqueci a lição. É melhor falir por um tempo do que se arrepender por uma diversão perdida. Descanse em paz amigo, você viveu sem converter.

7 Comentários leave one →
  1. Sérgio-Veleiro Olodum permalink
    terça-feira, 29 novembro, 2011 @ 9:48 am 9:48 am

    Puxa vida,fico muito chocado quando leio uma noticia desta,recentemente perdemos nosso amigo velejador Marcelo que veio a falecer quase que nesta mesma situação ,seu Veleiro bateu o mastro em uma rede de alta tensão em baixo de uma ponte ,local este que até hoje ninguem sabe o porque esta rede passa por baixo de uma ponte ( Rio Cervinho ) afluente do Rio Tiete.Fica aqui meu sentimentos a toda familia do Galdo,apesar de não conhecer pessoalmente, mas tive o prazer de conhecer um pouco de suas Velejadas pelo Caribe.

    Curtido por 1 pessoa

  2. terça-feira, 29 novembro, 2011 @ 11:20 am 11:20 am

    Estamos aos poucos entrando no mundo da vela.
    Mundo esse onde encontramos pessoas sempre de bem com a vida e muito focadas no que tem de bom pra si mesmo e para os que os rodeiam.
    É sempre triste a perda, mesmo que seja de um conhecido através de blog, pois ao acompanharmos / compartilharmos, tornamo-nos íntimos, amigos e companheiros.

    Acredito que as pessoas boas que nos deixam, estão sempre presente nos Bons Ventos!

    Curtir

  3. ROBERTO RODRIGUES - Veleiro Fradis permalink
    terça-feira, 29 novembro, 2011 @ 2:24 pm 2:24 pm

    É lamentável e chocante uma notícia dessas.
    Não tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente, mas já lí tudo no seu blog.
    Parece até que conheço o casal faz tempo.
    Espero que encontre ventos suaves e constantes nessa nova morada.
    Vai com Deus

    Curtir

  4. Luis permalink
    terça-feira, 29 novembro, 2011 @ 9:21 pm 9:21 pm

    Prezados amigos e companheiros de vida do mar,

    Estamos também terrívelmente chocados com este acontecimento ainda que nunca tenhamos encontrado o casal do Baleeiro.

    Uma coisa se pode dizer: Galdo fez a opção certa e viveu seus anos da melhor maneira, com o fez o Hélio Setti e tentamos todos nós.

    Luis e Marli
    Green Nomad

    Curtir

  5. quarta-feira, 30 novembro, 2011 @ 7:47 am 7:47 am

    Conheci o Geraldinho em 2004! Em uma REFENO no Barco Baladero do Capitão Sérgio Assumpção, fomos campeõs na categoria. E nos tornarmos grandes amigos. Passamos mais de 07 dias juntos em farras memoráveis na Ilha de Fernando de Noronha. Todos os anos praticamente desde então, nos víamos quando a Andy e o Geraldinho estavam no Rio. Sou TECO, Teco Sodré, já velejei com Geraldinho várias vezes, e agora um dos meus grandes amigos está em outro plano astral que ainda não estou. Ele sempre na frente. A Andy sempre foi um grande companheira, amiga e amante. Geraldinho um dia me contou que no Cisne Branco estava escrito uma frase na entrada de sua grande cabine: “o mar não guarda marcas das quilhas que por ele passam dando ao navegador a ilusão do descobrimento”. As marcas do Geraldinho em mim sempre foram profundas, resultado da sua amizade e companheirismo. Este ano, fui capitão de um barco na REFENO, o veleiro BIOMA, um catamarã muito bonito e conseguimos ser campeão na categoria. Lembrei-me muito dele nos turnos solitários ao lembrar de grandes farras. E estávamos entre nós via skype e facebook, construindo/planejando a velejada de Trinidad para Panamá para levar o Baleeiro quando estivesse pronto nas próximas semanas. Grande beijo Geraldinho, terei saudades sempre de você até encontrá-lo novamente. Hélio e Mara, saudades docês também. Beijos e abraços fraternos a todos os velejadores desta comunidade.

    Curtir

  6. quarta-feira, 30 novembro, 2011 @ 2:30 pm 2:30 pm

    Curtir

  7. quinta-feira, 12 janeiro, 2012 @ 12:07 pm 12:07 pm

    Pessoall,

    Grato por solidarizarem-se na dor da perda do amigo.

    Em um outro post ( https://maracatublog.com/2011/12/15/a-triste-licao-que-fica/ ) volto a tocar no assunto, quando mostro a foto que o viveravela deixou o link e comento sobre o acidente com Marcelo, que o Sergio Olodum comentou.

    Teco,

    Boas lembranças, boa regata aquela.
    O nosso encontro na Refeno, quando enxugamos, nós três, uma garrafa da boa e envelhecida cachaça Carvalheira, está no link acima: quem converte não se diverte. Lembra?

    Dentro do possível, bons ventos a todos

    Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: