Skip to content

A marinização da Camila – o quarto dia

sábado, 29 janeiro, 2011 @ 12:07 am

Enseada de Palmas ao amanhecer

Este é o sexto de uma serie de posts onde descrevo a historia da tripulante Camila, que está fazendo o Curso de Marinização de Mulher – se a curiosidade bater é só clicar aí para os Camila já rema muito bem. Mara só na mordomiaoutros relatos.

Depois de um café da manhã reforçado, nos preparamos para pegar a trilha para a Praia de Lopes Mendes. Como o botinho ia ficar desassistido na praia, resolvi não botar o motorzinho e Camila se voluntariou para fazer o translado remando em duas viagens. O espírito de equipe de toda a tripulação está nas alturas, o que é muito bom.

A vantagem de pegar a trilha cedo é que não encontramos quase ninguém, exceto o pessoal transportando gelo e bebidas pras barraquinhas (sim, agora tem bebidinhas em quatro barracas), e ficamos com a praia inicialmente só pra gente. A desvantagem é ter que acordar muito cedo, o que pode interferir no desempenho de quem foi apresentado à Laurinda na noite anterior.

No começo da trilha para Lopes Mendes Será que o Zé tá de ressaca?

Pense em Copacabana. Agora retire todos os prédios, os carros, a montoeira de gente e os cachorros. É assim que vejo Lopes Mendes. A praia estava linda, o dia radiante e a tripulação já adaptada ao Sol (Camila perdeu aquela cor de estudante de medicina). Enquanto Zé Epifânio dava um merecido cochilo, gastamos a manhã jogando conversa fora, bebericando umas Itaipavas intercaladas com um mergulho na água cristalina e de poucas ondas.

Camila, a Iemanjá de Lopes Mendes

Anotei no log book da Camila: até aqui navegamos 7 horas, ou perto de 45 milhas. O contrato de locação do Astral não nos permite sair das Baías da Ilha Grande e Paraty, então vamos voltar Camila e o camarão na Lagoa Azuldireto para um pernoite em Sítio Forte, com uma parada para almoço na Lagoa Azul. Quando montamos a Ponta Grossa entrou um vento Leste, fraquinho e muito rondado, mas que depois se firmou. Subimos as velas e Zé Epifânio rapidamente assumiu o leme (ele já veleja de Hobie Cat, mas também nunca tinha feito um cruzeiro antes).

Ancoramos longe do fuzuê de barcos, perto do canalzinho entre as Ilhas Grande o dos Macacos. A first mate Mara mais uma vez caprichou na cozinha e executou com louvor uma receita da Camila: macarrão e camarão (olha ele aí de novo!) com tomates secos e azeitonas pretas. Pena que o blog não tenha sabor, mas dá pra sentir pela foto do prato que Camila montou pra mostrar pra família. Ela está curtindo tanto, mas tanto mesmo, que sonha trazer para um cruzeiro em Angra, os amigos, a irmã, o sobrinho (que parece ser o seu xodó), o periquito, o louro e até a mãe!

Para que a neófita tripulação pudesse conhecer mais uma ancoragem, optei por dormir na Praia de Ubatubinha. Enquanto eles alimentavam os gansos e se refrescavam na água, montei o escritório para baixar e-mails, saber das noticias do mundo e consultar a previsão do tempo, já que no dia seguinte vamos “cruzar o Oceano” até a cidade de Paraty. Note Meu escritório, note a super caixa Bose do Zé. Demais!a caixa Bose que o Zé trouxe com uma coleção de 3 iPods, um deles de 160 Gigas! Som, e Sol, não faltaram na marinização da Camila.

Na boca da noite ainda fomos ao Bar do Lelé, mas só pra tomar um bom banho de ducha com muita água e algumas poucas Itaipavas. Ainda estávamos empanturrados com o pantagruélico almoço. Não saia daí que amanhã tem mais.

9 Comentários leave one →
  1. miriam permalink
    sábado, 29 janeiro, 2011 @ 11:22 am 11:22 am

    Helinho, tá uma delicia ler essa marinização da camila, parabens mais uma vez. E parabens à camila pelo aprendizado rapido. Parabéns a vc e mara, que são feras mesmo. bjs pros dois

    Curtir

    • Epifanio permalink
      segunda-feira, 31 janeiro, 2011 @ 10:06 pm 10:06 pm

      Olá Mirian, que bom ter notícias de vocês! Olha, a semana “marinizada” já está fazendo falta em nosso dia-a-dia…..mas logo logo voltaremos ao mar. Obrigado pela hospitalidade na visita ao Miroca e parabéns a vocês por manter esse apartamento flutuante cheirando a novo. Abraço ao Caio.

      Epifanio e Camila

      Curtir

    • sexta-feira, 18 março, 2011 @ 6:29 pm 6:29 pm

      Miriam,

      Gracias minha cara. Foi muito bom o happy hour no Miroca, lá no Saco do Céu.
      Agora, eu não sou fera, sou manso. Mas Mara sim é uma fera, braba pra caramba…
      Um cheiro,

      Curtir

  2. tangatamanu permalink
    sábado, 29 janeiro, 2011 @ 1:42 pm 1:42 pm

    Hélio, Mara e casal,
    Parabéns pela estréia. Voces não poderiam ter escolhido melhores pessoas para essa aula de cruzeiro. O casal Maracatu além de experiência têm o que muito poucos têm: “feeling” e espírito de presença que faz os novatos se apaixonarem pelo mar.
    Belos relatos, pratos e viagem !

    Abraço

    Família Tangata

    Curtir

    • sexta-feira, 18 março, 2011 @ 6:32 pm 6:32 pm

      Ricardo,

      Grato mel Karo, digo, meu caro. Gostei do “feeling”, cê tá inspirado ein?
      Sei que você gosta de cozinhar, depois fazemos o macarrão com camarão da Camila pra família Tangata, ok?
      Bons ventos sempre e um cheiro nas meninas,

      Curtir

  3. douglas permalink
    sábado, 29 janeiro, 2011 @ 8:21 pm 8:21 pm

    gostaria de ter maiores informações sobre o aluguel desse veleiro
    meu email dschiavinato@hotmail.com

    Curtir

    • Epifanio permalink
      segunda-feira, 31 janeiro, 2011 @ 10:11 pm 10:11 pm

      Caro Douglas:

      é simplíssimo. Primeiro, escolhe uma boa semana pra ir pra Bracuhy, liga pro Ricardo Lepreri pra saber se o Astral está disponível(tem link disponível no blog). Aí contata o Hélio pra saber se essa data dá certo pra ele. Acertando esses pormenores, é só curtir a região da Ilha Grande. E te digo de pronto: vale cada centavo investido: o barco é bom, seguro e bem confortável apesar da idade. E o Capitão bom de papo, bom de companhia e EXCELENTE fazedor de Laurindas!!!!!!!!

      Curtir

      • sexta-feira, 18 março, 2011 @ 6:59 pm 6:59 pm

        Zé,

        Pô, cê tá um bom agente ein? Vou avisar pro Ricardo, de repente rola um bom desconto no próximo charter. Quando li rapidamente entendi que apesar da idade, o capitão é bom de papo. Vixe!

        Já tô com sintomas de saudade. Bons ventos sempre e um cheiro na Camila.

        Curtir

    • sexta-feira, 18 março, 2011 @ 6:54 pm 6:54 pm

      Douglas,

      Mandei um e-mail com as informações.
      Se bem que Zé Epifânio já deu o caminho das pedras no comentário acima, ou melhor, o caminho para não bater nas pedras.
      Bons ventos sempre,

      Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: