Skip to content

A fantástica foto do OVNI em Trindade

domingo, 16 janeiro, 2011 @ 12:07 am

Morro da Crista do Galo em TrindadeSão 52 anos de mistério. Começava o Ano Geofísico Internacional de 1958 e em 16 de janeiro o navio-escola Almirante Saldanha, da Marinha do Brasil, fazia pesquisas na Ilha da Trindade, que fica a 630 milhas (1166 km) no través de Vitória, ou um terço do caminho em linha reta para a África.

O navio estava atracado na Enseada dos Portugueses, preparando-se para retornar ao continente. A bordo o fotografo profissional fluminense Almiro Baraúna que, enjoado, estava deitado no convés. De repente, por volta das 12:15, os marinheiros chamaram sua atenção para algo luminoso no céu, pras bandas do morro Crista do Galo (na foto acima). Rapidamente Almiro saiu de sua letargia, sacou a sua Rolleiflex e conseguiu fazer seis fotografias do objeto não identificado.

Seria um OVNI em Trindade?

Clica aí para mais detalhes.

Segundo o Instituto Nacional de Investigações de Fenômenos Aeroespaciais, “o objeto registrado, em forma de planeta Saturno, veio do mar, sobrevoou a BalaoTrindadeilha, passou sobre a ponta da Crista do Galo e depois sobre o monte Desejo, e escondeu-se atrás de um morro. Mas reapareceu novamente do outro lado, retornou para o mar, parou e em seguida disparou em altíssima velocidade, como se fosse um foguete. Era completamente silencioso. O fato não durou mais que 14 segundos, mas 48 testemunhas observaram tudo o que aconteceu, perplexas, e entre elas marinheiros, sargentos e oficiais”.

Mas tem mais: as quatro fotos que se salvaram do suposto disco-voador foi o ápice de uma série de fenômenos verificados na ilha nas semanas anteriores em várias ocasiões.

Teria sido um balão meteorológico? Quando estive lá, na Eldorado Brasilis de janeiro de 2008, um biólogo do Projeto Tamar me contou ter visto luzes na noite anterior a minha chegada, avistadas quando ele contava ninhos de tartaruga verde na Praia das Tartarugas. Yo no creo en las brujas, pero que las hay, las hay.

Quem me alertou para a foto do OVNI foi um colaborador do projeto CeticismoAberto que, depois de ver no Flikr a foto que abre este texto, me solicitou algumas imagens da ilha para estudo. Agora me tornei, também, documentarista de nuvens.

Ah sim, a foto do OVNI de Baraúna, que infelizmente não fotografou com Kodachrome (sim, eu sei que o histórico filme já não existe mais, mas ele foi lançado em 1935), eu pesquei no fenomenum.com.br e acolá tem outras que fiz em Trindade.

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: