Skip to content

Pescar ou não pescar, eis a questão

segunda-feira, 28 setembro, 2009 @ 12:07 am

Pescadores na Ilha Grande - Foto © Hélio Viana Dando sequência ao Curso de Marinização de Mulher, com dicas unisex para o bom convívio a bordo, vou contar uma historinha, uma fábula, que Regina D’ Elia me enviou por e-mail.

O maior erro que o marinheiro de primeira viagem pode cometer é tentar fazer uma surpresa à companheira, do tipo chegar em casa todo faceiro, com um sorriso de orelha a orelha, estufar o peito e anunciar: querida, comprei um barco!

Qualquer embarcação exige atenção, carinho, dedicação e como bem falou Harrison Ford, que não entende muito de vela, mas é sábio: “pelo que sei, um barco é um buraco que você abre no oceano e fica jogando dinheiro dentro”. Não é à toa que os anglófilos tratam barco por she, no feminino.

Marujo incauto, você tem que seguir algumas regras básicas para não ter em casa uma parceira que reclame das agruras da vida a bordo, nem veja o barco como sua amante em potencial. E a regra mais importante é envolvê-la, desde o inicio, na idéia e no processo de escolha do barco.

Mas vamos à carta de um pescador aos pescadores:

Depois que me aposentei não aguento ficar em casa. Prefiro passar meu tempo fazendo aquilo que mais gosto: pescar! Então comprei um pequeno barco e tentei várias vezes levar minha esposa comigo, mas ela nunca gostou de pescarias.
Finalmente, um dia, na lojinha de pesca do meu bairro, conheci e comecei a conversar com Regininha, responsável pela loja, que por coincidência também adora o esporte e em função das nossas afinidades sobre pesca, acabou surgindo uma grande amizade.
Como eu disse, minha esposa detesta pescaria. Ela não somente se recusa a participar conosco, como também reclama que eu gasto muito tempo pescando.
Algumas semanas atrás, Regininha e eu tivemos uma das nossas melhores pescarias. Eu não somente pesquei um belíssimo tucunaré, como nunca tinha visto, como alguns minutos depois Regininha pescou um igualzinho!
Então tirei uma foto de Regininha segurando os dois tucunarés e mostrei para minha esposa, pensando que, talvez, vendo a foto, ela passasse a se interessar pelas minhas pescarias.
Ledo e Ivo engano: ela não só não gostou como me proibiu de voltar a pescar! Disse também para que vendesse o barco!?! Acho que ela não gosta de me ver feliz e me divertindo… Pergunto: O que devo fazer? Falo para minha esposa esquecer tudo isso e continuo com as pescarias, ou vendo o meu barquinho como ela tanto insiste? Oh duvida cruel.

Clique aí, veja a foto, pondere calmamente e deixe seu pitaco na caixa de comentários.

Pense num par de Tucunaré gostoso!!!

A foto e a fábula são uma colaboração de Regina D’ Elia, a quem eu agradeço.

About these ads
18 Comentários leave one →
  1. ivanperdigao permalink
    segunda-feira, 28 setembro, 2009 @ 6:25 am 6:25 am

    A solução é óbvia, meu caro Watson, digo, Hélio. O hipotético consulente deve trocar a atual patroa pela Regininha e poderá pescar todos os dias que quiser. Será que, por coincidência, a foto retrata a própria autora da colaboração que você agradece ? Ela própria pode estar pescando ao enviar tal colaboração, se é que me entende. Sendo menos cético, pode-se igualmente imaginar que Regininha, seguindo sábios conselhos do oriente, deseja tão somente ensinar o personagem a pescar ao invés de lhe dar peixes…

    P.S. o pescador que pescar a Regininha deve aconselhá-la a não se debruçar excessivamente na borda desse frágil bote sob pena de virá-lo.

    Ivan, o pescador de mergulho (uma atividade difícil para Regininha com toda essa “flutuabilidade”, se é que me entendem)

    Curtir

    • terça-feira, 29 setembro, 2009 @ 10:23 am 10:23 am

      Hélio “na seca” (sem muitos rodeios),

      Meu voto vai pra continuidade da pesca… Omi! Tem coisa melhor que um “filézinho”… De peixe. E mais, nosso amigo deve continuar a pescar na companhia da Regininha, moça prendada e de qualidades indiscutivéis. Como diz o Hélio… Vixe!

      Fernando
      Planeta Água

      Curtir

      • quarta-feira, 7 outubro, 2009 @ 12:44 pm 12:44 pm

        Fernando,

        Vixe Maria. Deixe a Marta ver suas saliências por aqui. Garanto que vais ser enfiado na máquina de lavar roupas, a seco! ;)

        Bons ventos sempre,

        Curtir

  2. segunda-feira, 28 setembro, 2009 @ 6:54 am 6:54 am

    Eu como não sou pescador não sei….todo o peixe que é fisgado fica assim de boca aberta?.

    Curtir

  3. segunda-feira, 28 setembro, 2009 @ 4:16 pm 4:16 pm

    Olá Hélio,

    Aqui no Sul só chove, a uma eternidade…então é preciso gastar o tempo lendo e claro, teclando. Pois veja só, eu não sou um aficionado da pesca. Não que não goste. O problema é o resultado da pescaria. Em geral para mim elas são demoradas e resultam em poucos ou nenhum peixe. Agora, uma pescaria como esta retratada na foto, com toda esta abundância, com certeza eu ia adorar…
    Mas, o problema companheira x barco é real e é preciso muita habilidade nossa para marinizar (o termo pegou, Ivan) a companheira. Do tipo, na primeira saída fazer um passeio curto num dia maravilhoso, com mar de almirante e brisa leve.
    Bom, para as mulheres o barco é realmente encarado como ela, a rival. Em todo caso, aqui no Veleiros da Ilha não se conhece nenhum velejador que diante da clássica inquisição “ou eu ou o barco?”, tenha desistido do barco.

    Um grande abraço e continue “bolando” estes posts deliciosos.

    Curtir

  4. Reinaldo permalink
    segunda-feira, 28 setembro, 2009 @ 4:48 pm 4:48 pm

    Regininha é???? Lá na Moóca seria Reginão!
    Pessoal que têm mania de diminuir as coisas, ô loco.

    Curtir

  5. terça-feira, 29 setembro, 2009 @ 1:50 am 1:50 am

    Ta feia a coisa. Eu aqui falando de assunto serio e vocês só prestando atenção na Regininha…

    Ivan,

    A idéia é essa mesmo: em vez de dar o peixe é melhor ensinar a pescar. Aliás, é o que estou tentando fazer. Falando nisso, faz tempo que você não pesca ein? Se pescar, eu tô aqui: quatro barcos a boreste.

    Conde,

    Claro que fica de boca aberta, e babando! Notou para onde os tucunarés estão olhando?

    Beltrão,

    Parece-me que você é o único leitor sério deste blog. Que seu comentário sirva de exemplo aos pitaqueiros de plantão. Também conheço uns que ficaram com o barco, a pergunta clássica será assunto de um outro post.

    Reinaldo,

    Nada como o diminutivo para expressar nossa admiração. Os tucunarezinhos também são muito gostosos.

    Bons ventos a todos, sempre.

    Curtir

  6. Therguino Pinto permalink
    terça-feira, 29 setembro, 2009 @ 4:39 am 4:39 am

    E esse cara ainda perde tempo pescando……………….

    Curtir

  7. terça-feira, 29 setembro, 2009 @ 4:08 pm 4:08 pm

    PessoALL,

    A Regina D´Elia é a minha amada esposa, e companheira constante de grandes velejadas e encontros náuticos, e foi quem enviou esta linda fábula !
    Como não sou pescador, a carapuça não serve para mim.
    Mas que a Regininha é fogo, lá isto é (rs,rs,rs) !!!

    Eduardo Schwery
    REGWELL – Paraty

    Curtir

  8. quarta-feira, 30 setembro, 2009 @ 9:59 am 9:59 am

    Bah!
    Agora fiquei envergonhado tchê…
    A Regininha é a prenda do colega Eduardo… Que barbaridade!
    E esta chiruzada vá manda pitaco sobre a chinóca do seu Eduardo.
    Larguei vocês pras cobra!

    Fernando
    Planeta Água

    Curtir

  9. Rafael permalink
    sábado, 3 outubro, 2009 @ 3:42 pm 3:42 pm

    Hélio vc. sabe informar se Silicone boia?

    Curtir

  10. salvador infante permalink
    domingo, 4 outubro, 2009 @ 2:14 pm 2:14 pm

    oi hélio,
    poderia me dar o endereço da regininha???
    bjs nos dois.
    salvador

    Curtir

  11. quarta-feira, 7 outubro, 2009 @ 12:56 pm 12:56 pm

    Therquino,

    Você deve saber que pescar relaxa. Nada melhor que uma pescaria antes e outra depois. eheheh

    Regwell,

    Bem vindo a bordo.

    Você é um sortudo: já tem sua Regininha. Aguardo novas contribuições da Regina, aqui a D’Elia, e suas também.

    Fernando,

    Que diacho de língua é essa cabra? Num entendi nada. Tem algum gaudério ai que possa traduzir?

    Rafael,

    Bem vindo a bordo.

    Não sei se silicone bóia. Ivan, do Taai-Fung, que é um bom mergulhador e pitaqueiro de marca maior, diz que flutua. Mas que deve ser macio e bom de ver, ah isso é…

    Salvador,

    Muito prazer, João Pessoa.

    Deixe de ser besta rapa. Tu achas que vou dar mole assim? Além do mais, Cris é braba que só um siri numa lata. Tome tenência homi.

    E para todos:

    Este foi o um dos posts com mais comentários. Infelizmente só Beltrão falou sério.
    Isso significa o seguinte: mulher gostosa faz mais sucesso que curso de marinização de mulher. Óbvio, vou publicar mais fotos de beldades.

    Bons ventos sempre,

    Curtir

  12. sexta-feira, 2 setembro, 2011 @ 10:43 am 10:43 am

    Eu ja acho que ele deveria comer a pescaria toda primeiro os peixes ,só ficaria na duvida se postassem a fota da mulher ,para ver se a comilança parava por ai.

    Abraços

    PS melhor comprar o peixe…

    Curtir

    • segunda-feira, 12 setembro, 2011 @ 1:22 pm 1:22 pm

      Jorge,

      Qué quê isso, rapaz! Comer a pescaria toda? E começando pelos peixes?!?
      Nada de comprar os peixe, é melhor pescar. Pois como diz aquele velho deitado:
      Dá um peixe ao homem e ele come uma vez.
      Ensina-o a pescar e ele passa o dia sentado na beira do rio, tomando cerveja com os amigos.
      E tenho dito!

      Curtir

  13. JUCA permalink
    segunda-feira, 19 março, 2012 @ 8:20 pm 8:20 pm

    PESCAR SEMPREEEEEEEEE ,NOSSA EU VI DIREITO ? ERA MESMO UM PEIXE? HUM SEI NÃO ,NÃO PARECE PEIXE ,MAS E DAI O Q IMPORTA É Q FOI FISGADA E TÁ AI PRA SER SERVIDA ,BOM DEIXA DE PAPO VAI COMER ESTE PEIXÃO LOGO ,SE POR ACASO NÃO GOSTAR DESSE PEIXA PODE MANDAR AKI PRO SUL Q NÃO SOBRA NADA ,HÁ E LEMBRANDO PODE MANDAR OS PEIXES MENORES DA FOTO TAMBEM TÁ ,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK BRINCADEIRA MANO BOOOOOOAAAAAAAAAAAAA PESCADA KKKKKKKKKKKKKKKKK,
    HÁ SE AKI DESSE PEIXE ASSIM

    Curtir

    • sexta-feira, 6 abril, 2012 @ 1:24 pm 1:24 pm

      Juca,

      Eu não sou um bom pescador, mas adoro peixe.
      Nesse peixão da foto, vamos fazer o sequinte: eu como o rabo e você chupa a cabeça. Ok? KKKKKKKKKKKK
      Deve ter pirarucu aí no Sul. Então que tal passar a mão na vara e ir pescar o seu?
      Gracias pelo comentário e bons ventos sempre,

      Curtir

  14. antonio parreira permalink
    quarta-feira, 21 agosto, 2013 @ 10:29 am 10:29 am

    helio,nao sei se voce tem conhecimento mas antigamente havia uma lei para caca e pesca,que dizia o seguinte:matou ou pescou tem que comer.um abraco mero branco.

    Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.036 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: